Criado em 20 de Agosto de 2014

Casamentos por procuração em Londres e Reino Unido são alvos de fraude

O departamento de imigração do Reino Unido, Home Office, acusa cidadãos de utilizarem o casamento por procuração para burlar o sistema e obter vistos de permanência no país

Alguns anos atrás, o Home Office passou a receber muitas aplicações para vistos de permanência no país através de casamentos feitos por procuração.

Casamentos por procuração são alvos de fraude no Reino Unido | Foto: Shutterstock - O. Chotirat
Casamentos por procuração são alvos de fraude no Reino Unido | Foto: Shutterstock - O. Chotirat

Os imigrantes que moravam no Reino Unido não tinham o direito de se casarem no país caso estivessem em situação irregular.

Ou seja, a pessoa era obrigada a recorrer a um casamento por procuração ou voltar para o seu país de origem e realizar pessoalmente o matrimônio.

No Reino Unido, este tipo de casamento não é aceito, mas em países como Brasil, Nigéria e Gana, é possível se casar desta forma.

O Home Office alega que este tipo de casamento abre indícios para que sejam burladas o sistema de imigração e as leis do país, já que eles não possuem provas de que aquele casamento seja realmente verídico.

Segundo o Inspetor Chefe do departamento de Fronteira e Imigração, John Vine, diversos casos de fraudes foram comprovados.

Um relatório analisando 80% dos pedidos de vistos feitos através de casamentos por procuração, conseguiu identificar pelo menos 29 casos de irregularidades e fraudes.

Segundo a advogada Livia Suassuna, do escritório MartinsCosta Immigration, a solicitação de vistos através de casamentos por procuração caiu muito nos últimos anos após o Reino Unido permitir que cidadãos em situação irregular se casem no país.

Mas ainda assim, este tipo de casamento é utilizado entre a comunidade imigrante que vive no Reino Unido, inclusive os brasileiros.

Já o Home Office alega que conseguiu identificar diversos casos onde o casal não estava em um relacionamento genuíno.

É importante analisar cada caso separadamente. Muitas pessoas realmente precisam recorrer a este recurso pois não possuem condições para voltar a seus países de origem e realizar o casamento presencialmente

Livia Suassuna

Ainda segundo a advogada Livia Suassuna, o Home Office está constantemente mudando as leis de imigração do Reino Unido para tentar combater os casos de fraude, tentando garantir vistos somente para aqueles cidadãos que realmente possuem direitos de permanecer no país.

Buscar orientação profissional de qualidade é o primeiro passo para quem está querendo obter um visto de permanência no Reino Unido.

Afinal, cada pessoa possui uma história de vida diferente da outra e deverá analisar separadamente em que caso se encontra antes de fazer uma aplicação de visto para o Home Office, salienta Livia Suassuna.

Qual a sua avaliação?

You have already rated this post. Thank you!

0 5

0 Avaliações