Criado em 07 de July de 2015

Dicas de viagem e turismo para uma semana pela Europa

Cinco dias em Paris, dois em Praga, um vôo rápido até Istambul e depois voltar para Londres com a mochila cheia de presentes, milhares de fotos e se dar conta de que sobrou dinheiro. Será possível?

Antigamente, fazer um mochilão pela Europa era um sonho quase que impossível de ser concretizado, pois além de economizar por anos e exigir um planejamento super antecipado, a diferença da moeda e o transporte entre um país e outro dificultava as coisas ainda mais.

Hoje em dia, com o Euro sendo a moeda oficial em 17 dos 27 países membros da União Européia e o fortalecimento do Real perante ele, a situação mudou e o sonho de vir passear por estas bandas já é algo mais concreto para muita gente.

Porém, a vantagem maior para quem mora em já mora na Europa ou para os que vêm a passeio são as várias companhias aéreas que oferecem vôos acessíveis para quase todos os países Europeus e, inclusive, alguns da Ásia e da África.

Com o aumento da oferta, aumentou-se também a concorrência e na disputa de quem oferece as maiores vantagens, quem sai ganhando é o consumidor que pode ir de Londres à Roma, por exemplo, pagando apenas 40 libras – ou ainda menos se a passagem for comprada com antecedência e nas promoções relâmpagos que as companhias fazem eventualmente.

Nesta onda de preços baixos, nem só os mochileiros tiram vantagem, não.

Quem mora em Londres tem o privilégio de já estar na Europa, então já é meio caminho andado, e se der aquela vontade de ver o jogo do Barça contra o Real Madrid no Camp Nou é só entrar no site, comprar as passagens, arrumar as malas e ir ao aeroporto.

O difícil nesse caso vai ser conseguir comprar o ticket para este clássico do futebol Espanhol.

A única desvantagem de tudo isso é que o mochilão perdeu um pouco da adrenalina, pois, há algum tempo atrás, as viagens entre os países eram feitas de trem e, muitas vezes, elas eram até meio arriscadas, dependendo da hora em que se viajasse.

Se viajando entre duas pessoas – o mais recomendado, aliás – fazia-se revezamento na hora de dormir, para não correr o risco de ter as bagagens roubadas. Mas por outro lado, ganhou-se comodidade, tempo e um pouco de sossego, afinal, depois de andar carregando uma mochila enorme pelo Velho Continente quem é que não merece dormir em paz?

Para fazer a vida mais fácil ainda e ajudá-lo a planejar sua viagem de uma semana pela Europa, aí vai o nome de algumas das companhias aéreas mais baratas da Europa:

Easy Jet
Uma das primeiras companhias aéreas de baixos custos possui uma rede de rotas, abrangendo a maior parte da Europa. Voa para cerca de 130 aeroportos. www.easyjet.com

FlyBE – Com base no sul da Inglaterra esta companhia aérea Britânica opera rotas entre Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte e do Sul da Europa. Voa para cerca de 100 aeroportos. www.flybe.com

Jetairfly.com – Companhia belga que oferece vôos de Ostende, Liège e Bruxelas para destinos populares em torno do Mediterrâneo, oferecendo também vôos para destinos mais afastados, como o Caribe e a Tailândia. Voa para cerca de 80 aeroportos. www.jetairfly.com

Meridiana – Companhia aérea italiana que oferece vôos na Itália e entre Itália e outros destinos europeus. Voa cerca de 40 aeroportos. www.meridiana.it

Ryanair – Companhia aérea Irlandesa que oferece vôos de baixos custos, à maioria dos países europeus. Voa cerca de 160 aeroportos. www.ryanair.com

Vueling – Companhia aérea que espanhola oferece vôos para Madrid, Barcelona, Sevilha e outros destinos populares na Espanha, além de para em Amsterdã, Bruxelas, Paris, Milão, Roma e outras cidades européias. Voa cerca de 60 aeroportos. www.vueling.com

Wizz Air – Oferece vôos entre países da Europa Central e Oriental e o resto da Europa. Mas o foco principal da companhia são vôos de e para a Polônia, a República Checa, Hungria, Romênia, Bulgária e Ucrânia. Voa cerca de 70 aeroportos.www.wizzair.com

 

Qual a sua avaliação?

You have already rated this post. Thank you!

0 5

0 Avaliações